domingo, 15 de novembro de 2009

Walk Awhile in My Shoes – Ande um pouco com os meus sapatos – Parte 6

Quantas vezes fazemos uma coisa com uma intenção e o resultado não é o esperado? Ou, pelo menos, não é percebido assim por outras pessoas?
Se formos mais transparentes uns com os outros, talvez possamos evitar que isso aconteça, pelo menos com tanta frequencia.
Vamos tentar?

Lidando com situações Sem ganhadores”...”

... NA VISÃO DO EMPREGADO

Sempre lutando com a questão: “Como eu motivo meus empregados?” Bem, Eu tenho uma sugestão que eu acho irá ajudar. PARE DE TENTAR! Em vez disso, empregue o seu tempo livrando-se das coisas que me desmotivam. E um dos itens principais desta lista é a situação “sem ganhadores”
Se alguma vez você sentiu que não consegue ganhar, não importa o que você faça, você sabe o sentimento de dor que isto gera. E é algo que eu experimento mais freqüentemente do que você pode imaginar. O fato concreto é que, há vezes quando eu faço o que é esperado de mim e, BOOM, Sou punido por isto.
Algumas vezes você sugere que eu faça coisas como: “mostre mais iniciativa invés de esperar receber orientação sobre tudo”. Então eu tento... Eu pego o Touro pelos chifres Mas se ele torna-se pior, o que acontece? Você me chama à atenção por não te-lo consultado antes! BOOM, Eu perco.
Algumas vezes eu também sou punido por meu bom desempenho. Eu me esforço bastante e faço um bom trabalho lidando com problemas difíceis enquanto alguns de meus colegas estão divertindo-se ou fazendo apenas o suficiente para manter-se empregados. Então, o que acontece na próxima vez que aparece um problema difícil? Eu sou chamado para lidar com ele. BOOM, Eu perco de novo. E, se acontece de eu falhar neste problema difícil? Já adivinhou: BOOM!
Eu sei (ao menos eu espero) que estes atos não sejam intencionais de sua parte. Mas isto não diminui o grau de frustração que eu sinto. Eu quero fazer um bom trabalho e eu quero “ganhar” quando eu realmente ganhar. Se eu me deparo com tantas situações “sem ganhadores”, eventualmente eu paro de tentar ganhar, então BOOM, ambos perdemos
Por favor, pense sobre isto
ANDE UM POUCO COM OS MEUS SAPATOS.

... NA VISÃO DO GERENTE

Você sempre sente que não consegue ganhar, não importa o que faça? Eu também! E sem dúvida é um sentimento de dor.
Talvez, algumas vezes você sinta isto como resultado de minha atuação com você. Se este é o caso, eu assumo a responsabilidade por corrigir isto, porque todos merecem a oportunidade de “ganhar”. Mas você pode não imaginar que, algumas vezes, você me faz sentir do mesmo modo. Você, ocasionalmente me nega a oportunidade de ser um ganhador e isto é igualmente errado.
Como gerente, eu tenho a minha parcela de “condenação” tanto quando você faz quanto quando deixa de fazer experiências – especialmente quando são mudanças para melhorar os processos. Por exemplo: Vamos dizer que você não se sinta adequadamente reconhecido pelo seu bom trabalho. Você esta, compreensivelmente, chateado com algo que eu não estou fazendo. Mais tarde, eu tomo consciência disto e faço um esforço especial para lhe dar mais reconhecimento. Mas você se tornou cético e pensa “por que ele fez isto?, deve Ter algua agenda secreta. Agora você está chateado porque eu estou fazendo o que você queria que eu fizesse da primeira vez. Resultado: Eu perco, não importa o que tenha feito. E porque sou um simples ser humano, eu, eventualmente posso parar de continuar tentado e , provavelmente serei mais condenado.
A única coisa pior que perder é Ter negada a chance de ganhar. Você acha que é o único que enfrenta situações “sem ganhadores?”
ANDE UM POUCO COM OS MEUS SAPATOS.

Baseado no livro Walk Awhile in my Shoes, traduzido e adaptado com permissão exclusiva da Performance Systems Corporation para a Bahia Consult

Nenhum comentário:

Postar um comentário