sábado, 21 de novembro de 2009

Walk Awhile in My Shoes – Ande um pouco com os meus sapatos – Parte 7

Em várias empresas por onde passei, trabalhando ou prestando serviços como Consultor, me deparei com vários Gestores que diziam usar a Gestão Participativa. Na verdade eles usavam parcialmente: ouviam os membros da sua equipe e acatavam as sugestões, desde que estivessem de acordo com o que eles mesmo pensavam.
Vamos refletir um pouco sobre a nossa atuação neste assunto?

Sobre Gestão Participativa

... NA VISÃO DO EMPREGADO
Considerando tudo, eu acho que faço um bom trabalho, gerenciando minha própria vida. Eu voto, pago meus impostos, obedeço as leis (pelo menos a maioria delas). Eu consigo me vestir, me alimentar, entre outras coisas. Eu pago minhas contas, cuido da minha conta bancária, planejo minhas férias, e a lista pode ser interminável: afinal, sou um adulto responsável e (pasme) com um cérebro! Mas, algumas vezes, no trabalho, eu sinto que sou tratado como uma pessoa que não é confiável para tomar boas decisões. Isto acontece mais do que você pode imaginar e me incomoda tanto quanto incomodaria você.
Acredite ou não, eu me mantenho atualizado com as tendências de gestão, Eu sei que os conceitos de “Gestão Participativa”, “Trabalho em Equipe” e Empowerment, entre outros, fazem parte do cenário de negócios. Também entendo como eles podem melhorar os negócios e torná-los mais bem-sucedidos. Algumas vezes eu vejo estas coisas acontecerem em nossa empresa – eu vejo que alguns empregados têm a oportunidade de opinar em decisões-chave e processos de trabalho. Algumas vezes não vejo nada acontecer.
Eu entendo que estas tendências não sejam fáceis para você aceitar e lidar. São coisas que provavelmente não existiam quando você iniciou sua carreira de Gerente. E isso pode envolver muitas dificuldades das quais eu não esteja totalmente a par ou mesmo que possa avaliar. Eu sei que às vezes a chance de participar parece real, algumas vezes ela me é tirada, outras, nem existe.
Eu também sei que é muito mais fácil me sentir uma parte importante desta empresa quando tenho a chance de ser envolvido; é muito mais fácil ouvir frases como “ aja como dono da empresa” quando me dão a oportunidade de agir assim. Lembre-se, eu tenho uma parcela no sucesso desta organização, assim como você.
Mesmo como Gerente, você não gostaria de opinar mais sobre as coisas da empresa?
Por favor, pense sobre isto
ANDE UM POUCO COM OS MEUS SAPATOS.

Baseado no livro Walk Awhile in my Shoes, traduzido e adaptado com permissão exclusiva da Performance Systems Corporation para a Bahia Consult

Nenhum comentário:

Postar um comentário