domingo, 17 de janeiro de 2010

Walk Awhile in My Shoes – Ande um pouco com os meus sapatos – parte 15

Os Gerentes tem sempre o costume de cobrar lealdade no emprego mas será que as ações tomadas pelas empresas geram este sentimento de lealdade?

“Sobre lealdade e segurança no emprego”...”

... NA VISÃO DO EMPREGADO

Costumava ser assim: Se você trabalhasse duro, não se metesse onde não fosse chamado e fosse leal à empresa, seu emprego estava garantido para o resto da vida ou, pelo menos, até quando você o quisesse. Agora não mais! Eu leio os jornais e assisto o noticiário da noite. Vejo uma quantidade grande de evidências de que “segurança no emprego” tornou-se coisa do passado. As “garantias” que nossos pais e avós desfrutaram (ou pelo menos pensaram que desfrutaram) estão desaparecendo. E isso é “aterrorizante”. Prega peças em minha mente. Sinto-me como se estivesse correndo muito e amedrontado o tempo todo.
Quando ouço termos como “reestruturação” “reengenharia” “fusão” “venda do controle acionário” “downsizing”, etc, não posso deixar de imaginar se acontecerá por aqui. Preocupo-me de que maneira poderá me afetar. Isto é natural, sou um ser humano. E, francamente, é uma coisa horrível estar com isso passando pela sua cabeça. Tento não pensar no assunto e apenas fazer meu trabalho, mas é difícil.
Eu aposto que você compartilha de muitos dos meus medos, É obvio que os gerentes não são mais imunes às mudanças de rumos que os empregados. Eu espero que você seja tão sensível às minhas preocupações quanto espera que os outros sejam com as suas.
Se há momentos em que você espera que eu seja mais leal a você e à empresa, por favor, compreenda que estou lutando para entender o que “lealdade” significa no atual mundo de negócios. Como você, estou buscando algum grau de estabilidade - algo em que possa me apoiar – no que parecem ser tempos de instabilidade.
E, se você encontrar alguma maneira de me assegurar que o trabalho duro vale à pena, eu realmente apreciaria. Está ficando muito difícil de acreditar. Mas eu quero acreditar.
Entenda meus receios
ANDE UM POUCO COM OS MEUS SAPATOS.
Baseado no livro Walk Awhile in my Shoes, traduzido e adaptado com permissão exclusiva da Performance Systems Corporation para a Bahia Consult

Nenhum comentário:

Postar um comentário