segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Os 20 hábitos que os Executivos devem abandonar - Hábito 15

Baseado no livro de Marshall Goldsmith What got you here won’t get you there (traduzido como Reinventando o seu próprio sucesso).

“Gastamos muito tempo ensinando líderes o que fazer. Não gastamos tempo suficiente ensinando líderes o que parar de fazer” – Peter Drucker.

Dar preferencia ao “bajulador”

Em nenhuma organização que eu tenha conhecido ou trabalhado, vi alguma descrição de cargo que encorajasse o “puxa-saquismo”. Normalmente as descrições de perfis dizem: buscamos pessoas que “desafiem o sistema”, que “expressem suas opiniões nos diversos níveis”, que “digam o que realmente pensam”. Contudo, quem são as pessoas normalmente promovidas? Aquelas que nunca vão contra o chefe ou contra o sistema vigente mesmo que o achem errado.

É o que a Psicologia chama, com muita propriedade, de Dissonância Cognitiva. Eu peço um tipo de comportamento e premio exatamente o contrário.

Mesmo que nós não estejamos premiando o comportamento oposto, há uma forte tendência a privilegiar as pessoas que mais gostem de nós ou que demonstrem gostar, em detrimento daquelas que, eventualmente, sejam mais qualificados mas que vão de encontro às nossas ideias, que questionem as nossas decisões.

Eu já senti isso na pele, mas não me arrependo de ter sido um questionador, de não ter aberto mão de meus princípios e convicções, independente do preço pago.

Vamos nos questionar sempre, será que estamos favorecendo a pessoa certa ou apenas aqueles com que tenhamos mais afinidade – ou que abram mão de suas opiniões para nos agradar?

Boa reflexão

2 comentários:

  1. Olá Humberto,

    Estranho como as pessoas deixam de contribuir com suas ideias, por receio de reações negativas!
    Estamos perdendo em criatividade e potencial inventivo, enquanto estimulamos esse medo nas pessoas, com certeza.
    Uma solução que tenho encontrado com meus clientes é o de realizar encontros em que ao invés de uma pessoa expor suas ideias de maneira exclusiva, proporcionamos cocriações, fazendo com que novas ideias surjam da soma de diferentes pontos de vista.
    Ainda assim, a liderança situacional e o posicionamento no dia a dia precisam existir!


    Com apreço,
    RGiuliano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael,
      Concordo com você e obrigado pelos comentários. O medo do desconhecido faz com que as pessoas sejam refratárias às ideias novas.
      Em nossos trabalhos sempre estimulamos as pessoas a contribuir e, os resultados tem sido fantásticos.
      Abraços apreciativos
      Humberto

      Excluir